Escala Multidimensional de Fatalismo: Validação da Versão para Contextos de Pobreza Rural

  • Elívia Camurça Cidade Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-Ceará
  • Carlos Eduardo Esmeraldo Filho Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-Ceará
  • James Ferreira Moura Júnior Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção-Ceará
  • Verônica Morais Ximenes Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-Ceará

Resumen

Em contextos de pobreza rural, as problemáticas locais acentuam sentimentos de impotência e incerteza, sendo relevante a elaboração de instrumentos para investigar o fatalismo, que interfere sobre comportamentos de saúde e satisfação com a vida. O estudo objetiva validar uma versão reduzida da Escala Multidimensional de Fatalismo (EMF), disponível originalmente em espanhol e inglês, para populações brasileiras em situação de pobreza rural. Participaram 1.318 moradores da zona rural das regiões norte, nordeste e sul do Brasil. Foram realizadas análise fatorial exploratória (AFE) e análise fatorial confirmatória (AFC), a fim de verificar a capacidade de representação do modelo pelo constructo. Os resultados apresentaram estrutura fatorial com redução de dois fatores se comparado à escala original, conforme a AFC. A escala adaptada demonstrou bons parâmetros de medidas e de confiabilidade e pode ser utilizada para mensurar o fatalismo em contexto de pobreza rural no Brasil.
Palabras clave pobreza, fatalismo, ambientes rurais, análise fatorial, validade do teste
Compartir
Cómo citar
Cidade, E., Esmeraldo Filho, C., Moura Júnior, J., & Ximenes, V. (2019). Escala Multidimensional de Fatalismo: Validação da Versão para Contextos de Pobreza Rural. Revista de Psicología, 27(2), pp 1-13. doi:10.5354/0719-0581.2019.52317
Sección
Sección Regular
Publicado
2019-03-13